.

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

BRASIL NAIF - Brasilindio

-


Brasil celeiro dos pintores naifs. A diversidade da sua fauna e flora, o colorido do seu rico folclore e tradições, fazem do Brasil um dos países que mais expande a arte naif.

A riqueza da cultura brasileira, resultado da miscigenação de etinias indígenas, europeias e africanas, influenciaram as diferentes formas de expressão – as danças, festas religiosas e rituais, temática marcante nas telas dos naifs brasileiros, que mostram um Brasil de cores quentes e vibrantes de um país tropical.

Nos transportam a rituais religiosos, lendas indígenas e festas populares, dentre estas, o carnaval
e futebol paixões dos brasileiros. Também retratam fatos históricos como a nossa saudosa artista Aparecida Azedo, autora da maior tela naif do mundo , 25 metros de pura arte, que se encontra no Museu Internacional de Arte Naif - MIAN, no Cosme Velho.

Os temas urbanos, o cotidiano da vida no campo e a floresta amazônica, também são temas marcantes em suas telas.
Os naifs são em geral autodidatas e parecem ter uma formação ecológica. São eternos sonhadores, pintam a natureza em todo seu esplendor criando um mundo que transcende a nossa imaginação, repleto de criatividade.

Deixo aqui um manifesto dos artistas naifs ás autoridades, empresários e a todos que lutam em prol da cultura do nosso país, no sentido de que, encontrem uma solução que possibilite a reabertura do maior e mais completo museu do mundo em acervo de arte naif. São oito mil obras de mil e quinhentos artistas, de mais de 130 paises, desde o século XV até os dias de hoje, sufocadas em um casarão aos pés do Cristo Redentor, que gritam por socorro.

Milhares de turistas chegam ao Brasil a procura de conhecer este celeiro abandonado pelas autoridades brasileiras. Isto é uma VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!
O Museu Internacional de Arte Naif do Brasil, através dos seus inúmeros projetos culturais, sempre levou o nome do Brasil á diversos países como em 1994, no Encontro de Culturas em Frankfurt na Alemanha, com a expoaição "Naifs Brasileiros de Hoje". No Museé Olympique de Lausanne na Suiça em 2001, com a exposição "Joue avec les couleurs" Le sport á travers les yeux des naifs brésiliens. Na Broward Center- Flórida - USA em 2003, "Paixões de criança". Na França, Haiti, Blatislava e até nos salões da ONU, já foram divulgadas as obras dos artistas naifs brasileiros.

Nos artistas naifs temos os pincéis de Deus em nossas mãos, que nos inspiram e são testemunhos da nossa sensibilidade, luta e amor a cultura e a arte brasileira.
A arte não morre com o artista, e sim com o pais que deixa de amá-la.

Berenic

1 Comentários:

  • Foi maravilhoso fazer esta visita em O REBETE porque pude conhecer mais sobre esta grande artista que tanto admiro BERENIC, mesmo não tendo estudado BELAS ARTES ela supera muitos que o fizeram, amo todas as telas da Bere mas me apaixonei pela BRASILINDIO"muito sucesso sempre você merece.

    Por Blogger SELENE, às 2 de março de 2008 04:34  

Postar um comentário

<< Home